12/05/2010

Ser Feliz é uma decisão!*

Olá pessoal, tudo bem?
Por aqui tuuudo chuvoso e friu... eu gosto... devo na outra encarnação ter sido na Sibéria(rsrsrssr) ou algo assim, porque não é normal uma pessoa gostar taaaanto de friu e tempo assim como eu!
Bom, o que aconteceu é que hoje de manhã, eu abri minha caixa de mails, e vi este que minha Tia Rô mandou, para mim e mais pessoas da família... achei bem legal, interessante e puramente verdadeiro... vou compartilhar...
Inclusive compartilho o carinho dela no inicio do e-mail, genteeee, uma queridonaaa ela é!!!



Amores do meu coração! Amadurecer não é uma questão de tempo, mas a decisão de responsabilizar-se por si mesmo.
beijos, beijos,
Rosangela









Recebi de um leitor um texto muito interessante, cujo título, por si só, já induz a reflexão... (Autoria desconhecida)
Durante um seminário para casais, perguntaram a uma das esposas: - “Seu marido lhe faz feliz? Ele lhe faz feliz de verdade?” Neste momento, o marido levantou seu pescoço, demonstrando total segurança. Ele sabia que a sua esposa diria que sim, pois ela jamais havia reclamado de algo durante o casamento. Todavia, sua esposa respondeu a pergunta com um sonoro “NÃO”, daqueles bem redondos! - “Não, o meu marido não me faz feliz”! (Neste momento o marido já procurava a porta de saída mais próxima). “Meu marido nunca me fez feliz e não me faz feliz! Eu sou feliz”. E continuou: “O fato de eu ser feliz ou não, não depende dele; e sim de mim. Eu sou a única pessoa da qual depende a minha felicidade. Eu determino ser feliz em cada situação e em cada momento da minha vida, pois se a minha felicidade dependesse de alguma pessoa, coisa ou circunstância sobre a face da Terra, eu estaria com sérios problemas. Tudo o que existe nesta vida muda constantemente: o ser humano, as riquezas, o meu corpo, o clima, o meu chefe, os prazeres, os amigos, minha saúde física e mental. E assim eu poderia citar uma lista interminável. Eu decido ser feliz! Se tenho hoje minha casa vazia ou cheia: sou feliz! Se vou sair acompanhada ou sozinha: sou feliz! Se meu emprego é bem remunerado ou não: eu sou feliz! Sou casada, mas era feliz quando estava solteira. Eu sou feliz por mim mesma. As demais coisas, pessoas, momentos ou situações eu chamo de “experiências que podem ou não me proporcionar momentos de alegria e tristeza. Quando alguém que eu amo morre eu sou uma pessoa feliz num momento inevitável de tristeza. Aprendo com as experiências passageiras e vivo as que são eternas como amar, perdoar, ajudar, compreender, aceitar, consolar. Há pessoas que dizem: hoje não posso ser feliz porque estou doente, porque não tenho dinheiro, porque faz muito calor, porque alguém me insultou, porque alguém deixou de me amar, porque eu não soube me dar valor, porque meu marido não é como eu esperava, porque meus filhos não me fazem felizes, porque meus amigos não me fazem felizes, porque meu emprego é medíocre e por aí vai. Eu amo meu marido e me sinto amada por ele desde que nos casamos. Amo a vida que tenho, mas não porque minha vida é mais fácil do que a dos outros. É porque eu decidi ser feliz como indivíduo e me responsabilizo por minha felicidade. Quando eu tiro essa obrigação do meu marido e de qualquer outra pessoa, deixo-os livres do peso de me carregar nos ombros. A vida de todos fica muito mais leve. E é dessa forma que consegui um casamento bem sucedido ao longo de tantos anos. Nunca deixe nas mãos de ninguém uma responsabilidade tão grande quanto a de assumir e promover sua felicidade.

Muitas e muitas vezes culpamos pessoas a nossa volta pela nossa felicidade ou infelicidade, 
porém, nunca paramos para analisar, que os únicos
responsáveis por tudo que nos acontece
somos nós mesmos!

Vale a pena ler e pensar sobre nossos atos e atitudes... e se tivermos que ser injustos, que seja com nos mesmo, afinal de contas, é a gente que faz pela gente!

Já conheciam o texto... eu gostei e concordo...
E vocês?
Me contem*

Mega Bjokas... com a pontinha do nariz geladinha
rsrsrs


5 comentários:

daay imhof ! disse...

NOOOOOSSA, otimo texto! Felicidade vem da gente, vem de dentro! Adorei.

Beijos :*

Lara Lima disse...

Nossa,nao conhecia o texto mas ameiiii,realmente só depende de nós.
bjosss

Gisa Dias* disse...

Liiindo mesmo, sintam-se a vontade para divulgar e repassar para s pessoas que gostem meninas!

mega bjokas para vcs

Ana Carolina disse...

Gisa que lindo, lindo texto....e é isso mesmo. E graças a Deus penso assim também, embora seja difícil ser assim em todas as situações, pq como vc mesma falou, muitas vezes culpamos os outros!

Lembrei agora de um texto da Martha Medeiros (sempre ela!) que saiu um domingo desses na revista O Globo do jornal O Globo, cujo título é "Feliz por nada", daí vc tira o que dizia o texto.

Bj grande em vc querida!

E friozinho é bom, mas não sei se aguentaria por muito tempo o fio do Sul...rsrs

Cris disse...

Nossa Gisa fofa e querida realmente esse texto é a pura verdade não podemos basear a felicidade nas pessoas.
Texto muito bonito, adorei.
Gostei dos esmaltes também e dorei a foto tudo haver com o texto.

Tenha um otimo fim de semana

Beijinhos 1000
Cris


www.manualdeperua.blogspot.com