27/08/2013

Dr., eu voltei...*


Tive que vir sem marcar Dr.
Virei um monstro.
Admito, não minto.
Me tornei todos os meus medos, tudo que mais temia.
Tentei uma fuga, foi em vão.
Eu sei, que deveria ter feito uso continuo da medicação, mas achei que uma única dose fosse suficiente, e que bastaria.
Não bastou, cá estou.
Meu mundo colorido cinza, desabou.
Caiu tudo em cima de mim, estou lá no fundo dos escombros.
De mim, sobre mim, dentro de mim, e não me encontro.
Não, de forma alguma eu me envergonho.
Acho até absolutamente normal, que isto tudo aconteça.
Acontece com todos, não é mesmo?
Que loucura não saber a hora de parar.
Sinto medo, e medo de mim mesma.
Não estou no meu estado normal.
Acho que vou me liquefazer.
Só mais uma receita. 
Só mais uma, para cessar este zunido.
A alma, ela entende, o corpo ele pede, implora.
Eu, apenas sigo ordens de todos os sistemas que movem a máquina do corpo provisório humano.

Agora, libera a receita e o atestado.





Nenhum comentário: