16/07/2013

Só por hoje...*



Hoje eu estou só por hoje.
Se te parece difícil e dura a vida,  faça só por hoje.
Só por hoje sorria,
Só por hoje levante da cama de bom humor,
Só por hoje abrace alguém,
Só por hoje não fale mal de ninguém, 
Só por hoje deseje o bem e nada mais,
Só por hoje respire fundo e sinta toda liberdade,
Só por hoje, Seja você mesmo ~por mais difícil este possa parecer~ só por hoje é possível sim,
Só por hoje, não se deixe contaminar pelo que aparentemente é bom mas não é,
Só por hoje, siga sua intuição ~ A gente no fundo sabe que ela nunca falha, é ou não é? É. ~
Só por hoje siga seu coração ~ ele sempre mostra o caminho correto, mesmo que nos faça achar não ser, mas é ~
Só por hoje abra os olhos e simplesmente agradeça;
Só por hoje pare e pense, a VIDA é uma dádiva, é divina, agradeça novamente
Só por hoje olhe ao seu redor e veja, que absolutamente tudo vale a pena quando a alma não for pequena  ~ achei que ficou tão clichê e lindo ~
Só por hoje, mas só por hoje mesmo, faça valer a pena o primeiro suspiro de ar e o choro da vida,
Só por hoje, viva como se fosse somente você, o universo, a conspiração e tudo a seu favor.

Só por hoje, não esqueça de trancar a porta quando chegar em casa, 
e alimentar os animais...






P.S.: não, eu nunca fui internada por uso de substâncias tóxicas, mas vivo como eles, Só por hoje.
( os erros de português, eles fazem parte)

09/07/2013

Respiração ou refrão.*



Eu quero.
Ser fonte de inspiração.
O ar, o folego, o pulso, e o brilho de um olhar.
Quero ser  a alma de uma melodia.
O tom de uma nota.
O doce som de uma canção.
Fonte de inspiração.
A leve brisa que perfuma.
A sintonia que anima.
O animo da vontade.
O prazer do desejo.
O lampejo da paixão.
Doce do beijo.
Sincero desejo.
O quente do abraço.
O forte do laço.
O eterno do momento.
Inspiração.
Eu quero ser a tua respiração.


Deixa, nem que seja de um breve refrão...

04/07/2013

O fim da linha, o desequilíbrio na entre linha e a luz no fim do túnel***


Minha mente, mente.
Todos mentem.
Insisto na verdade...
É como querer encontrar o ponto certo para abrir o chuveiro na hora do banho no inverno...
 ...e torcer para  a energia não dar aquela caidinha e esfriar com tudo.
Assim somos nós, com nós, quando mentimos para nós e acreditamos em nossas mentiras e nos esforçamos para não descobrir a verdade. ( Bem confuso eu sei...)
Sempre fui confusa, sempre fui enrolada, sempre fui assim, uma linha tênue entre a sanidade e a loucura, a alegria e a tristeza, a sabedoria e a burrice, o amor e o perdão, sempre fui, sempre fui, sempre, sempre...
Que câncer é este que nós corrói por fora e por dentro, que nos mata e nos destrói?
Que solidão é esta que nos afronta?
Que estado sólido é este o do coração que não tem jeito de se desfazer  e nos deixar voltar a viver como seres sencientes?
Mais uma vez, socorro!
Eu estou perdida.
Me perdi de mim, em mim e dos outros.
Eu caminho nos trilhos, eu vejo a luz, mas não chegou ao túnel, nem ao fim.
Nem sei se desejo o fim, o fim do túnel, mas mais uma pílula por favor Dr.
 
 Desliga a lanterna, e espante os vaga-lumes,
vou dormir.